Ceará é um exemplo para o País, diz especialista do BID

Foto: O Povo
O especialista em Educação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), João Marcelo Borges, destaca que o Programa para Alfabetização na Idade Certa (Paic) no Ceará é o melhor exemplo de política pública em educação colaborativa no Brasil.

Segundo ele, as estratégias do Paic superaram as próprias expectativas e conseguiram se sustentar ao longo dos anos. O BID faz parte do Movimento Colabora Educação, que promoveu, até ontem, seminário sobre educação colaborativa em São Paulo.

“Mais do que olhar para fora, há bons exemplos no Brasil. O Ceará é o melhor caso disso. Se olhar para a alfabetização é o único caso sistêmico no Brasil, o estado conseguiu que todos os seus municípios superassem as metas de alfabetização. Isso é um enorme exemplo para o País. Tanto que o Ceará firmou um termo de cooperação com o Espírito Santo”, explica.

Cooperação

No início deste ano, foi assinado um acordo de cooperação entre os dois estados para replicar o modelo do Paic.
A expectativa é de que escolas de mais de 70 municípios capixabas comecem a adotar as estratégias e o material didático desenvolvido no Ceará já em 2018.

Coordenador do Pacto pela Aprendizagem no Espírito Santo (Paes), Eduardo Malini afirma que o Ceará é um caso emblemático de estudo para quem trabalha com gestão na educação. “Sempre foi um exemplo, sempre é mencionado. Vamos implantar tudo como é hoje. Inclusive, estratégias que não deram certo no início do Paic não serão usadas por nós”, conta.

No ano passado, o Instituto Natura apoiou estudo que buscava entender o sucesso do modelo do Ceará para aplicar em outros estados.

“A gente tem muitas experiências no Brasil que são pontuais. Às vezes, tem um programa que deu certo por um espaço de tempo, mas foi descontinuado. É raro ter políticas públicas de longo prazo com resultados tão poderosos”, informa David Saad, diretor-presidente da instituição que também faz parte do Movimento Colabora.

O pesquisador da Fundação Getúlio Vargas, Fernando Luiz Abrucio, que participou do estudo, diz que uma das chaves para o sucesso foi criar uma política pública que fosse além dos partidos políticos.


Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.