Brasileira reencontra filha no Líbano após 7 anos do sequestro

Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal
Aos 5 anos Gabriella Boutros foi sequestrada pelo pai e levada para o Líbano. Desde então, Cláudia Dias de Carvalho Boutros recorria à Justiça para trazer a filha de volta ao Brasil. A adolescente, que hoje tem 13 anos, deverá retornar a viver com a mãe por decisão da Justiça do Líbano. Mesmo com o parecer judicial, o pai da garota ainda tentou fugir para não entregá-la, nesta última semana.

A brasileira está em Trípoli, segunda maior cidade do Líbano, há 25 dias. O reencontro de mãe e filha aconteceu no consulado brasileiro da região, nesta quinta-feira, 28. O advogado de Cláudia, José Beraldo, acredita que o país irá ajudar na repatriação da garota, que já não fala mais português. Já o pai de Gabriella, Pedro Boutros, não poderá sair do Líbano, podendo ser preso pelo crime do sequestro da filha.

Em 2010, quando saiu do Brasil com a filha, Pedro Boutros utilizou documentos falsificados. Depois disso, pai e filha passaram a ser procurados pela Interpol. No site Parental Child Abduction (sequestro de filhos por pais), consta foto dos dois.

Segundo informações do G1, Cláudia Dias recebeu a decisão judicial para ganhar a guarda da menina novamente em 2012, porém somente em outubro deste ano a Justiça do Líbano concedeu que Gabriella voltasse para o Brasil. A condição foi que a mãe teria que buscá-la em Trípoli.

Fonte: O Povo

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.