Se presidente, Andrés diz que Ronaldo ficará 'mais próximo' do Corinthians

Ronaldo pode voltar a ficar mais perto do Corinthians a partir de 2018. O retorno do ex-atacante aos bastidores do clube alvinegro aconteceria caso a situação se mantenha no poder na figura do ex-presidente Andrés Sanchez, que confirmou a intenção à reportagem do UOL Esporte.  
"Ele estará muito mais próximo em tudo", disse o ex-presidente do Corinthians, que deve oficializar sua candidatura à presidência do clube nos próximos dias. A eleição no Corinthians ocorrerá no dia 3 de fevereiro e definirá o mandatário dos três anos seguintes. Ronaldo voltou a se aproximar do Corinthians no primeiro semestre deste ano. 
Em junho, o ex-jogador pediu exclusividade como captador de parceiros do clube paulista.
 A diretoria corintiana, no entanto, vetou a condição. Na ocasião, Ronaldo pediu para ser o único autorizado a captar empresas. 
O acordo costurado com o Corinthians, porém, previu que ele teria direito a uma comissão caso apresente empresas que, de fato, se tornassem parceiras do clube alvinegro. A participação do Fenômeno ficaria em torno de 10%, assim como ocorre habitualmente no mercado. Ronaldo defendeu o Corinthians em campo por 24 meses, entre 2009 e 2011 - no fim deste ano, Andrés deixou a presidência do Corinthians depois de mais de quatro anos à frente do clube. 
Depois da saída do dirigente, Mário Gobbi e Roberto de Andrade, ambos da situação, assumiram o posto.  O pleito corintiano já tem outros nomes confirmados: Felipe Ezabella, ex-diretor de esportes terrestres de Andrés, Romeu Tuma Júnior, homem forte do futebol entre 1994 e 1995, e Antônio Roque Citadini, derrotado por Roberto em 2015, que terá como vice Osmar Stábile, dirigente na gestão Alberto Dualib. 
Tecnologia do Blogger.