Justiça Eleitoral determina cassação de mandato do Prefeito de Sobral

Ivo Gomes e Christianne Coelho durante posse 
O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/CE) - 24ª Zona Eleitoral de Sobral decidiu, nesta segunda-feira (27), cassar o mandato do prefeito de Sobral e de sua vice, Ivo Ferreira Gomes e Christianne Coelho, respectivamente. Na decisão emitida pelo juiz eleitoral, Fábio Medeiros, consta que o atual prefeito teria, por meio de uma pessoa, comprado o voto de um homem na cidade de Sobral.

Em seu perfil pessoal no facebook, Ivo Gomes lamentou o episódio e esclareceu que nunca comprou votos em eleições. "Essa decisão só valerá se confirmada pelo TRE, a quem estou recorrendo.
Continuo tranquilo conduzindo meu trabalho para melhorar a vida do povo do meu município", disse.

Em seguida a vice-prefeita Christianne Coelho comentou a postagem do prefeito apontando que o grupo político vem sofrendo perseguições desde o início do mandato. "Fizemos uma campanha limpa, propositiva, democrática, dialogada e alegre, mas o resultado nunca foi aceito por nossos opositores, que tentam com argumentos frágeis e mentirosos, nos tirar o mandato", explicou.

Foto: Reprodução/Facebook
Os documentos foram enviados ao Ministério Público Eleitoral, que irá apurar o caso. Na decisão também foram mencionados os nomes do ex-prefeito de Sobral, José Clodoveu de Arruda, dos vereadores Carlos do Calixto, José Itamar Ribeiro e Paulo Albuquerque, do procurador do município Aleandro Linhares e do funcionário da prefeitura de Sobral, José da Silva Sousa, conhecido como Zezinho do Sumaré. Este último, foi detido pela Polícia Militar durante a campanha eleitoral de 2016 por suspeita de compra de votos.
Foto: Reprodução/Facebook 
O Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Sobral, emitiu uma nota de esclarecimento. Confira abaixo!
Foto: Divulgação/PDT





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.